31 de jan de 2010

Entrevista ao Jornal Camarada 65



Entrevista ao Jornal Camarada 65


Camarada 65: Como o senhor esta encarando o desafio de comandar a maior subprefeitura da cidade?

Julio Ribeiro: O desafio é sempre instigante, sou um entusiasta, acredito que sempre que somos colocados diante de um desafio, de algo novo, devemos acreditar na nossa capacidade e naqueles que nos rodeiam. Quando o prefeito Jairo Jorge confiou a mim e a meus camaradas a subprefeitura noroeste eu sabia que não seria algo fácil, que teríamos que trabalhar muito para consolidar algo que era uma idéia do Jairo. É recompensador ver que a presença da prefeitura nos bairros através da subprefeitura, possibilita que aquela senhora com uma criança no colo, muitas vezes sem o dinheiro da passagem para ir até o centro, sem acesso a internet, chegue até a subprefeitura e faça sua demanda usufruindo do seu direito de cidadã. O que parecia muitas vezes tão distante da realidade da sua vida e depois de atendida ela retorna para nos dizer ”olha aquilo que eu vim reclamar aqui, foi resolvido mesmo” Isso é inclusão, é cidadania ao alcance de todos os canoenses.

Camarada 65: De que forma sua experiência como gestor público, já que foi diretor de escola por muitos anos, com um trabalho destacado, tem contribuído no seu dia-a-dia como subprefeito?

Julio Ribeiro: Acredito que todo o acumulo de nossas experiências profissionais ajudem, assim como nossa experiência de vida. Mesmo estando temporariamente fora da educação vejo e penso nas coisas como educador e isso não vai mudar. Minha experiência como diretor de escola, a frente do Tereza Francescutti, contribuiu sobre maneira na minha prática diária. Contudo, a forma de encarar as dificuldades é a mesma, mantendo o otimismo de sempre pensar que não há problema sem solução. Ser um gestor público reconhecido requer entrega, dedicação, superação e ao contrario do que muitas pessoas pensam, muito trabalho. Como diretor de escola, aprendi a improvisar e tirei do meu dicionário a palavra impossível. Quero demonstrar didaticamente para as nossas futuras gerações que valores como a ética, humildade, honestidade, e respeito não estão fora de moda, apenas estavam esquecidos, mas agora voltaram a fazer parte do cotidiano dos gestores de Canoas.

Camarada 65: Quais os projetos do PCdoB dessa nova direção?


Julio Ribeiro:
O PCdoB é um partido diferenciado porque trabalha através de um programa político que é discutido o âmbito municipal, estadual e federal buscando uma unidade de pensamento e ação. Em Canoas continuaremos trabalhando para o crescimento do partido através do engajamento na luta dos trabalhadores e das comunidades. Abrindo o partido para novos quadros políticos e lideranças que possam agregar sua experiência ao PCdoB neste novo momento de avanço que vive o partido.

30 de jan de 2010

Prefeitura na Rua

O forte calor já no início da manhã não foi empecilho para a grande presença dos moradores da Vila Natal, bairro Mathias Velho, na 48ª edição do Prefeitura na Rua. A possibilidade de falar frente a frente com o Prefeito Jairo Jorge, com o subprefeito do quadrante Noroeste, Julio Ribeiro, e com os secretários municipais mobilizou a população.
O Prefeito saudou os moradores da Vila Natal, ressaltando a força da comunidade. Também destacou as últimas ações da Prefeitura, como o novo projeto de Coleta Seletiva e as oito novas viaturas da Guarda Municipal, que trabalharão na ronda comunitária, nas entradas e saídas das escolas, UBS e praças.

A 48ª edição do Prefeitura na Rua somou 75 atendimentos. Do total, 13 foram feitos pelo Prefeito. Segundo Jairo Jorge, 7040 pessoas já sentaram nas cadeiras do projeto para reinvindicar e buscar novas soluções. "Esta edição foi muito qualificada. A comunidade da Vila Natal apresenta propostas, além de ser muito participativa e organizada", finalizou o Prefeito.
**Fonte: Site da Prefeituta de Canoas




-Blioteca da Subprefeitura da Região Noroeste-

-Orientação de prevenção do mosquito da dengue para crianças-

25 de jan de 2010

Biblioteca na Subprefeitura Noroeste

Nesta quarta dia 20, a biblioteca da região, que passa a operar na sede da subprefeitura (Rua Candelária, 441 – Mathias Velho) tem um acervo de 2 mil livros e é a terceira a ser inaugurada neste ano, descentralizando assim o universo da leitura no município. São obras de ficção, filosofia e outros clássicos que estão à disposição de crianças e adultos. Durante a solenidade de inauguração, o subprefeito Júlio Ribeiro afirmou que esta é uma data muito especial para a população. “É um dia iluminado. Para um educador como eu, é ruim perceber que o Brasil é um país de poucos leitores. Por isso, esta iniciativa vai abrir a mente de muitas pessoas, fazendo com que sejam co-autores das obras que leem aqui”.
Já o secretário de Cultura da cidade, Jeferson Assumpção, lembra que um dos pilares da questão cultural no município é o livro. “Com o livro vamos rompendo limites e conhecendo novas culturas. Esta biblioteca é mais um passo para uma sociedade mais leitora”. O prefeito Jairo Jorge lembrou que em breve a biblioteca na subprefeitura nordeste também será inaugurada, completando mais um ciclo de incentivo à leitura no município. “Esta é uma semente de cultura onde o livro tem papel determinante. A subprefeitura não pode ser vista tão somente como uma repartição pública, mas também um lugar onde deve pulsar a vida e o conhecimento”. Além de levar o livro para casa, há um espaço reservado para leitura no próprio local, em mais um oportunidade de viajar por diversos mundos sem sair do lugar.


-Michele, Juliana e Vitória-
-Jane, Jô Amaral e Simone a bibliotecária-
-Eliane, Profº Julio, Jane e Profº Aparício-
-Foto retirada do site da Prefeitura de Canoas-

16 de jan de 2010

Um olhar no futuro

O Brasil é o país do futuro! Com esta afirmação fomos educados, aprendemos mesmo com toda a dureza do regime militar, ou com as respectivas crises e o neoliberalismo dos períodos Sarney, Collor e FHC.
Ainda assim, mantínhamos a esperança de um dia talvez, alcançar o futuro que mais parecia uma quimera. Porém com a chegada ao poder das forças progressistas, tendo Lula à frente, o país passou a trilhar o caminho da respeitabilidade e do progresso.
O pré-sal, este grande reservatório de petróleo e gás natural entre os estados de Santa Catarina e Espírito Santo, situado entre 5.000 e 7.000 metros abaixo do nível do mar, fruto do investimento em pesquisa e tecnologia colocará o Brasil no cenário dos grandes produtores de petróleo do mundo.
A organização da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos exigirá um volume significativo de recursos e investimentos que vão resultar em novas instalações esportivas, na infraestrutura de transportes, de telecomunicações, na eficiência, qualidade e agilidade nos serviços de segurança, saúde, hotelaria e turismo.
Para organizar os dois mais importantes eventos esportivos do mundo, o Brasil tem de ter ambição, mas ser razoável ao mesmo tempo, de forma que seja possível atender às necessidades dos atletas e dos turistas com qualidade e deixar bons serviços e infraestrutura à disposição da população após os eventos.
No Ministério dos Esportes, temos a frente o comunista Orlando Silva, que tem uma atuação impecável, sendo um dos principais artífices das conquistas para a realização, no Brasil, da Copa 2014 e das Olimpíadas 2016.
Enfim, o Brasil avança em passos largos para ser uma das principais nações do século XXI.
Se hoje, o futuro esta ao nosso alcance, não foi por acaso, mas sim pelo trabalho das forças progressistas que assumiram o comando deste país desde 2002, a esquerda brasileira prova que não sabe apenas apontar o melhor caminho, mas também conduzir a nação brasileira para o progresso e para grandeza que dignifica cada homem e cada mulher deste país.

Texto escrito por Julio Ribeiro

-No centro o Ministro dos Esportes Orlando Silva (PC do B)-